4 cuidados com as mídias sociais que toda organização deve ter

[x]-cuidados-com-as-redes-sociais-que-toda-organizacao-deve-ter2017.jpg

Antigamente, o principal papel do assessor de imprensa era fazer a ponte entre a empresa e os veículos de comunicação para divulgar e gerenciar a imagem da organização. Hoje em dia, com as grandes mudanças experimentadas pelo mundo da imprensa e o crescimento acentuado das mídias sociais, esse papel mudou. Ainda é importante, claro, investir em releases e na comunicação com a chamada “mídia tradicional”, mas, seria um erro desconsiderar a presença e o potencial das “novas mídias”.

Porém, para obter resultados e conseguir construir a imagem da empresa com esses novos canais de comunicação é fundamental que isso seja feito da maneira correta. Por isso, no post de hoje, trazemos 4 cuidados com as mídias sociais que não podem passar batido. Continue lendo!

Manter a unidade da comunicação

As mídias sociais costumam ter um caráter descontraído e é tentador adotar uma linguagem mais casual nesses meios, mas é importante que todas as frentes de comunicação da empresa, incluindo releases, campanhas publicitárias e a própria atuação da organização, tenham unidade entre si e sejam coerentes. Se a sua empresa passa uma imagem de seriedade, não tem motivo dela participar de um meme do momento — mesmo que consiga mais visibilidade, aquela mensagem causará estranhamento e destoará do resto do discurso da companhia.

A palavra-chave aqui, portanto, é integração. Todas as ações de comunicação da organização devem estar alinhadas e trabalhar de forma complementar, enriquecendo sempre todas as áreas, incluindo as mídias sociais.

Adaptar a linguagem da organização

Manter a unidade das ações não significa produzir o mesmo conteúdo da mesma maneira em todos os canais. Cada mídia tem suas especificidades, e é preciso ser capaz de adaptar o discurso da empresa para a linguagem mais adequada para cada uma delas. É óbvio que um texto enviado para jornais não funcionará da mesma maneira se for postado no Facebook, onde a linguagem é mais leve, mesmo que seja formal, e textos mais curtos com uma imagem ilustrativa ainda são preferidos.

O que muitas organizações esquecem é que esse mesmo esforço precisa ser feito de uma mídia social para outra. Além de exigir mensagens mais curtas, o Twitter, por exemplo, tem um caráter mais dinâmico e temporal do que o Facebook. O LinkedIn, por outro lado, tem mais abertura para textos mais densos e exige mais atenção ao português. Esses cuidados com os canais devem ser observados para que a estratégia tenha os melhores resultados.

Focar no relacionamento

Mídias sociais, assim como as redes sociais, têm esse nome por uma razão: tratam-se de espaços para interação social e estabelecimento de relacionamentos. Por isso, algo que não pode passar batido de forma alguma pelo assessor é a manutenção do relacionamento com a audiência conquistada naquele espaço.

Isso significa que cada interação precisa ser considerada e, se possível, respondida, seja um simples comentário, uma dúvida ou uma reclamação. É preciso que as respostas sejam rápidas — em especial quando se trata de clientes insatisfeitos —, educadas e eficientes. Se alguém tiver uma dúvida, forneça informações que realmente sejam úteis; se tiver um problema, mostre que está fazendo o possível para resolvê-lo — e realmente faça. Focar demais em produção de conteúdo e deixar de lado o relacionamento com o público é perder grande parte do potencial conquista nesses meios..

Fazer um monitoramento constante

Esse cuidado está diretamente ligado com a manutenção do relacionamento, afinal, não é possível responder as interações recebidas sem identificá-las. Além disso, trata-se também de aproveitar o que as os canais têm a oferecer, já que são espaços de conversa, em que as pessoas dão sua opinião abertamente. Assim, saber o que tem sido dito sobre a organização é uma boa maneira de avaliar o posicionamento da marca. Esse monitoramento também é crucial para identificar possíveis focos de crise e evitá-las antes que se tornem uma dor de cabeça maior.

A dinâmica da comunicação mudou bastante com o surgimento das mídias sociais e, por isso, é fundamental saber quais são os cuidados mais importantes para usá-las a seu favor. Quer conferir mais dicas como essa? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro!
Fale com um especialista em monitoramento »
Tópicos: Gerenciamento de Crise Monitoramento de conteúdo Mídias sociais Redes sociais