Monitoramento de notícia para inteligência de mercado

office-594132_960_720.jpg

Vou mostrar nesse artigo a importância do monitoramento de notícias com foco em inteligência de mercado. Nele você vai entender como monitorar o mercado em que sua empresa atua e como difundir as informações para os colaboradores.

Antigamente, as corporações focavam o trabalho de monitorar notícias nos assessores e jornalistas da empresa, era um trabalho onde o que importava era o que era publicado sobre a marca, se a notícia era positiva, negativa ou neutra, e qual seria a resposta para essa notícia. Por isso, muitos setores da corporação nem ficavam sabendo sobre a notícia e nem sobre o posicionamento da companhia sobre ela.

Atualmente, esse trabalho ainda é feito, mas a tecnologia ampliou e facilitou essa comunicação, fazendo com que o propósito do monitoramento se tornasse algo muito mais amplo incorporando a inteligência de mercado.

Inteligência de mercado

O número de notícias relevantes sobre uma marca ou mercado que impactam os setores aumentou muito, tornando o uso de ferramentas para buscar e selecionar as notícias mais importantes fundamentais para esse trabalho, principalmente na web. É claro que em muitos casos é necessário uma curadoria, mas vou falar sobre isso mais pra frente.

Muitas empresas têm setores focados nisso, como área de inovação e de inteligência com os seguintes objetivos:

  • Criação de insights;
  • Antecipar tendências;
  • Detectar oportunidades;
  • Detectar falhas e fraquezas;
  • Auxiliar na tomada de decisões;
  • Reportar relatórios com análises à diretoria;
  • Difundir as informações coletadas.

Porém, não é obrigatório a criação de um setor para montar uma cultura de inteligência de mercado caso você trabalhe em uma pequena empresa. Atualmente há ferramentas como o Google e até mesmo o NewsMonitor, que irão te ajudar a extrair as informações mais relevantes para seu negócio de uma forma incrivelmente simples e, caso seja necessário, uma curadoria, clipadoras e até assessores de imprensa podem auxiliar nesse trabalho também.

A inteligência de mercado é bem abrangente e envolve muito mais que notícias. Informações internas da empresa, pesquisas de campo e mídias sociais também farão parte de um trabalho de inteligência como vocês podem ver no organograma abaixo:

organograma 1.png

Como você pode perceber, o primeiro passo para o monitoramento de notícias é definir os tópicos a serem monitorados. Essa organização é importante pois o volume de notícias pode ser muito grande dependendo do setor da empresa. Essa divisão também vai ajudar na curadoria e na distribuição das notícias para os colaboradores.

Você também vai precisar fazer um estudo de palavras e termos chave para buscar as notícias. Vale a pena investir um tempo planejando essa fase para que o resultado seja o mais refinado possível. Veja abaixo um exemplo com uma empresa fictícia de construção, nele as palavras e termos são focadas em tópicos específicos:

organograma 2.png

Refinando e criando alertas de buscas

Algumas ferramentas vão permitir excluir palavras-chave para que o resultado da busca seja refinado e até monitorar sites específicos, fazendo com que a pesquisa seja otimizada. Isso é muito importante quando você tem mercados com grande volume de informação.

Esse cuidado ao otimizar uma busca serve para não gerar grande volume de notícias irrelevantes ao criar alertas por email, por exemplo. Lembrando que o monitoramento de notícias é algo constante e quanto mais foco nas informações que irão impactar o seu negócio, melhor.

Curadoria e análise

Como já foi falado anteriormente, determinados mercados têm um volume muito grande de publicações, aqui no NewsMonitor temos clientes com mais de 10 mil notícias diárias sobre a marca ou o mercado dele. Nesses casos, é importante um trabalho de seleção das notícias mais relevantes de acordo com o escopo do projeto e os objetivos. Uma quantidade grande de informação só vai atrapalhar o resultado final, já falamos aqui sobre obesidade da informação e como ela pode impactar de forma negativa esse trabalho.

É importante também uma análise feita pelo curador, respondendo o porque tal notícia foi selecionada e como ela vai influenciar o mercado. Auxiliando a tomada de decisão de um planejamento, criando um insight para um problema que até então não havia sido solucionado, antecipando alguma tendência do setor, detectando algum ponto fraco que um concorrente está conseguindo solucionar, etc.

Monte um briefing detalhado e focado nos objetivos do trabalho de inteligência de mercado a ser desenvolvido, tenha reuniões constantes com o curador e leve feedbacks sobre os envios de informações realizados, sempre buscando aprimorar e focar nas informações que realmente vão impactar no setor atuante.

Distribuição da informação

Depois de refinar as buscas, selecionar e analisar as mais importantes para o seu negócio, chegou a hora de difundir para os colaboradores da sua empresa.

Você até pode distribuir as informações de todos os tópicos de forma integral, mas, em alguns casos, principalmente quando o volume de informação e de setores da empresa é muito grande, o ideal é que haja uma distribuição segmentada por área de atuação do colaborador, veja o exemplo da construtora fictícia:

organograma 3.png

Conforme a imagem, as notícias sobre os fornecedores, por exemplo, não são enviadas para o comercial, que por sua vez são mais focados em notícias sobre concorrentes, mercado e marca.

A maneira mais usada de envio desse material é a newsletter, mas há também outros meios de difundir essa informação aos colaboradores, como a criação de um aplicativo de celular para notícia, por WhatsApp e até mesmo por ferramentas de comunicação interna.

Se você for usuário do NewsMonitor é possível também classificar a importância do monitoramento, como alta, média ou baixa prioridade, e assim determinar a frequência de recebimentos automáticos sobre determinado assunto direto no e-mail, para saber em tempo real caso tenha alguma notícia que vai impactar o setor.

É importante  também incentivar a colaboração das pessoas que irão receber as notícias, fazendo com que elas também compartilhem informações e a visão delas sobre o trabalho recebido, ressaltando algum ponto que não foi identificado pelo curador.

Gostou do texto? Adoraríamos saber sua opinião. Comente ou envie uma mensagem para a gente, adoramos os feedbacks dos nosso leitores! Até o próximo post.

 

Fale com um especialista em monitoramento »
Tópicos: Business Intelligence Clipping Digital Monitoramento de Notícias NewsMonitor Inteligência de mercado Monitoramento de conteúdo