Por que o monitoramento deve ser um trabalho constante​

por-que-o-monitoramento-deve-ser-um-trabalho-constante19883.jpg

Sempre existe uma oportunidade e uma carência do mercado a ser atendida. Para conseguir identificá-la com precisão, é preciso que o gestor realize um monitoramento constante da área. Por sinal, além de ajudar o empreendedor a antecipar tendências, o monitoramento também é indispensável para avaliar o posicionamento da marca e fazer um estudo preciso da concorrência.

Esse acompanhamento constante é o que ajuda nas grandes ideias. Como por exemplo, vimos por muito tempo reclamações sobre o serviço dos táxis nas grandes capitais, e eis que surgiram empresas como o Easy Taxi e o Uber. Além disso, a procura pelo melhor preço sempre foi um grande trabalho para o consumidor — e para atendê-lo nasceu o Buscapé.

Acompanhar o mercado e seus concorrentes diretos ou indiretos é muito importante e, por esse motivo, resolvemos trazer neste post algumas das principais razões para que você comece a investir o seu tempo e dinheiro no monitoramento. Confira!

Descubra tendências do mercado

Os exemplos que demos no início do post podem parecer inapropriados, certo? Você pode pensar “3 cases de sucesso em um milhão de tentativas…”. O fato é que essas empresas conseguiram, mediante a uma necessidade clara no mercado, oferecer serviços de ponta que atendem justamente as demandas da população — empreendimentos esses que recebem investimentos pesados. E você pode ter certeza que eles monitoraram o mercado antes de qualquer ação!

Vale lembrar ainda que, nem sempre as necessidades a serem supridas exigem muito das empresas. Em alguns casos, um simples mecanismo de atendimento ainda não implementado no mercado, por exemplo, já pode ser o diferencial para se destacar. Sem pesquisa e monitoramento, no entanto, não há como descobrir qual é a demanda.

Avalie o posicionamento da sua marca

Como será que o seu consumidor enxerga a sua marca? Qual é a sua percentagem de mercado? O público-alvo está bem delimitado e atendido? Todas essas perguntas podem ser respondidas se você consegue monitorar o posicionamento da sua marca por meio das mídias sociais, reportagens impressas e on-line, além de sites especializados no assunto.

Desconhecer o posicionamento da marca leva o gestor a tomar decisões ruins, afinal, ele precisa saber exatamente onde deve investir o seu capital para aumentar os resultados. Além disso, essa percepção também ajuda o gestor a promover melhorias internas, tanto nos processos, quanto nos produtos ou serviços.

Conheça a concorrência

Nos pontos anteriores, vimos como é possível farejar oportunidades e conhecer as fraquezas e forças da empresa. Esses são pontos importantes da análise FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças), necessária para que o gestor identifique com clareza quais serão os próximos passos a serem dados. Faltou, ainda, avaliarmos o último item: a análise das ameaças.

O monitoramento também permite que você conheça muito mais a concorrência e descubra como ela pode ameaçar algum projeto novo que você deseja implementar, seja pelo aporte de capital dessa organização, pelo seu know-how, ou, simplesmente, por contar com uma ampla participação no mercado. Assim, você evita cair em ciladas e pode fazer o movimento certo para se destacar em um mercado cada vez mais competitivo.

E você? Já conseguiu identificar alguma oportunidade ao monitorar o mercado? Deixe um comentário e conte para nós como foi a sua experiência!

Fale com um especialista em monitoramento »
Tópicos: Monitoramento de Concorrência Monitoramento de Notícias Reposicionamento de marca Monitoramento de conteúdo