Buscador convencional vs. NewsMonitor: entenda as diferenças

Que fazer monitoramento de notícias é um diferencial competitivo, você já sabe. Essa estratégia traz uma longa lista de benefícios: permite saber o que estão falando da sua empresa, acompanhar a concorrência, ficar por dentro das últimas novidades do mercado.

Porém, se convencer o profissional da informação da importância do monitoramento é fácil, não se pode dizer o mesmo quando se trata de convencê-lo da importância de investir em uma ferramenta profissional para fazer esse trabalho.

Afinal, por que pagar por uma ferramenta se existem opções gratuitas no mercado? Por que não usar um buscador convencional e gratuito no monitoramento?

As respostas para essas perguntas são muitas. Por isso que, neste post, vamos fazer uma comparação entre buscadores convencionais e uma ferramenta de monitoramento de notícias — no caso, o NewsMonitor — e explicar a diferença de usar cada um deles em sua estratégia.

Boa leitura!

Buscador convencional vs. NewsMonitor: 5 critérios comparados

1. Buscas avançadas

Quando o tema são buscadores da internet, o Google reina absoluto. De acordo com o Search Engine Land, eram 130 trilhões de páginas indexadas em 2016, e o número deve ter aumentado bastante desde então.

Dentre essas páginas, certamente estão notícias e conteúdos relevantes para sua empresa. Por isso, o próprio Google pensou em uma ferramenta que fizesse o trabalho de monitorar determinados termos.

Surgiu, então, o Google Alerts. Se você trabalha com comunicação, certamente já ouviu falar na ferramenta gratuita do Google, que envia alertas de email quando as palavras-chave que você cadastrou aparecem online.

Com funções bastante básicas, o Google Alerts é fácil de usar. Basta acessar o site, pesquisar por uma palavra-chave ou escolher dentre os temas sugeridos e criar um alerta. 

É possível fazer algumas poucas configurações: a frequência dos alertas por email, a fonte dos conteúdos (por exemplo sites noticiosos, blogs, vídeos), o idioma, o país, a quantidade e o endereço de email pelo qual você vai receber os avisos.

As opções de configuração, no entanto, param por aí. 

No NewsMonitor, por outro lado, você pode criar um monitoramento para determinada palavra-chave e refiná-lo com uma série de configurações. Data, idioma, relevância, conteúdos com e sem imagem ou vídeo e resultados que contenham a palavra-chave no título da notícias são algumas das configurações disponíveis.

Mas vale lembrar: embora o NewsMonitor seja uma ferramenta mais robusta, isso não quer dizer que seja difícil de operar.

É possível ainda monitorar termos dentro de um site específico e excluir sites que você não quer que apareçam. Também dá para adicionar outros colaboradores, que terão acesso a esse monitoramento.

Outra diferença é que o Google Alerts não tem filtros por período. Enquanto a visualização do Google Alerts mostra apenas algumas notícias selecionadas do dia e do dia anterior, no NewsMonitor você consegue visualizar as notícias mais antigas.

Para quem quer ir ainda mais além, é possível fazer uma busca avançada com a ajuda dos operadores booleanos. Essa técnica consiste em usar comandos que refinam os conteúdos buscados e melhoram ainda mais o seu monitoramento, como aspas ““, parênteses () e agrupadores como AND, OR e NOT. 

É possível fazer uma busca por notícias que contenham um ou outro termo, todos os termos, eliminar resultados, procurar por uma sequência exata, pesquisar somente no título e mais. Sobre isso, leia mais no post Como fazer uma busca avançada no NewsMonitor utilizando operadores booleanos?.

Por fim, o NewsMonitor conta com especialistas de monitoramento que ajudam nossos clientes a fazer as configurações da ferramenta para obter melhores resultados. Essa equipe pode ficar de olho nos seus monitoramentos para garantir que você está recebendo somente notícias e conteúdos relevantes.

search-1

2. Precisão

No uso do Google Alerts, é comum ter “bugs” de envio, como por exemplo, receber alertas duplicados com as mesmas notícias quando deveria recebê-los somente uma vez por dia.

O NewsMonitor, por outro lado, preza por enviar resultados precisos para os clientes, uma vez por dia. Também não enviamos notícias repetidas. A ferramenta seleciona os dez melhores resultados usando critérios de relevância e, caso deseje, o cliente pode visualizar tudo o que saiu dentro da plataforma

monitoring-alert

3. Organização

Viu aquela notícia interessante para o seu negócio, mas quer deixar para trabalhar com ela mais tarde? 

Os alertas que você recebe usando um buscador convencional ficam desorganizados, e é preciso pesquisar um por um na caixa de emails caso você queira utilizá-los mais tarde.

A organização é um dos grandes benefícios do NewsMonitor. Com a ferramenta, você pode salvar as notícias mais interessantes em pastas de notícias. Quando você quiser, essas pastas também podem servir de base para a criação de uma newsletter a ser disparada por email. A mensagem pode ser customizada com o logo da empresa e com comentários.

Outro benefício é que essas pastas podem ser compartilhadas com os colegas, que também poderão acessá-las e salvar matérias de forma colaborativa. Assim, todos ajudam no trabalho de curadoria. Além disso, caso o cliente não conte com tempo ou recursos para fazer a sua seleção personalizada de notícias e conteúdo, o NewsMonitor oferece o serviço exclusivo de Curadoria humana, com a configuração de monitoramentos e alertas por um time de especialistas e o envio de newsletters já customizadas para um mailing, com os principais destaques e resumo do dia ou da semana.

board-members

 

4. Relatórios

Monitorar vai além de receber a seleção de notícias. É preciso fazer uma análise dos resultados e transformá-los em insights úteis para a empresa. 

A oferta de dados para análise e a facilidade para criar relatórios estão entre os principais benefícios do NewsMonitor em relação a ferramentas como o Google Alerts.

O problema de ferramentas gratuitas como o monitoramento do Google é que, para gerar um relatório, por exemplo, será preciso buscar manualmente os links e colá-los em outro programa para fazer o relatório. Um trabalho repetitivo que poderia ser evitado.

O NewsMonitor tem um contador de notícias que lista tudo o que foi publicado nos últimos 6 meses sobre os termos que você monitora. Para os últimos 30 dias, a ferramenta mostra os dias que tiveram mais e menos notícias publicadas para a palavra-chave e as publicações que a citaram mais vezes. Com esses números, você coleta dados quantitativos facilmente para incluir em seus relatórios.

Outra possibilidade é aproveitar a funcionalidade de newsletter para enviar as melhores notícias que saíram sobre o seu negócio. As newsletters podem ser segmentadas por área da empresa, por exemplo. A mensagem também pode ser salva como PDF e compartilhada em outros aplicativos, como o WhatsApp e ferramentas de comunicação interna da empresa.

 

newsletter-mail

5. Interface gráfica

A interface do Google Alerts pode ser pouco amigável para o usuário. As notícias são listadas com título e início do texto, sem imagens, data de publicação ou outras informações relevantes e que facilitem o consumo.

No NewsMonitor, a visualização das notícias é organizada e atrativa, em um formato de card news, que lembra o Pinterest. Os cartões mostram a manchete, o autor, há quantos minutos a notícia foi publicada. É algo que permite visualizar as notícias mais facilmente, gerando um relatório mais agradável e fácil de ler.

Que tal experimentar as vantagens do NewsMonitor na prática?

Se você ainda não está 100% convencido de como o NewsMonitor pode elevar o nível dos seus monitoramentos, que tal testar a ferramenta gratuitamente por 7 dias?

Com nossa ferramenta você consegue:

  • Fazer buscas 100% focadas em conteúdos de notícias e blogs
  • Monitorar palavras-chave estratégicas para sua empresa
  • Receber avisos por email quando algo novo for publicado
  • Ficar atualizado sobre seu negócio, concorrentes e mercado de atuação
  • E muito mais!

Conheça agora todas as possibilidades do NewsMonitor. Faça um teste gratuito!

Fale com um especialista em monitoramento »
Tópicos: Tendências Futuro #inovação transformação digital digital startups monitoramento changemanagement