O que é clipping de notícias e como fazer um bom clipping online

Se você trabalha com assessoria de imprensa ou relações públicas, certamente já teve que fazer clipping. Também chamado de clipagem aqui no Brasil, essa atividade já foi realizada manualmente no passado. Era o ritual de olhar os jornais do dia procurando por menções ao nome do cliente e recortá-las para depois gerar um relatório que ficava arquivado.

Com a chegada da internet, há quase três décadas, muito mudou para os profissionais de comunicação. O conteúdo de jornais e revistas passou a ser disponibilizado também online, além de haver veículos que se dedicam a produções exclusivas, que só se encontram mesmo na internet.

Ferramentas de monitoramento online automatizado ajudam a garantir que nenhuma notícia fique de fora da clipagem, mesmo com o grande volume de informações que há na rede. 

Surge, então, o clipping digital, sobre o qual falaremos neste post. Leia o texto para aprender o que é clipping online, por que é importante fazer e como começar.

Boa leitura!

O que é clipping de notícias

O clipping de notícias é o processo de monitorar matérias jornalísticas, tanto nos veículos tradicionais (jornais, rádio, revistas e televisão), quanto online — atualmente, até mesmo as mídias sociais são monitoradas!

Nessa prática, são feitos pequenos recortes de todas as notícias, que devem ser arquivadas quando fazem menção a determinada pessoa pública ou empresa relevante para seu negócio, que pode ser sua, de seus parceiros ou da concorrência.

Hoje, existem muitas empresas que oferecem esse tipo de serviço, fornecendo toda a cobertura necessária para o gestor ou a pessoa pública, garantindo um monitoramento constante de tudo o que é relevante. 

Assim, o gestor toma conhecimento rapidamente sobre qualquer veiculação relacionada à empresa, podendo agir rapidamente caso aconteça alguma crise de imagem — como notícias negativas ou boatos — ou mudar o planejamento das ações de marketing, caso não tenham reverberado no mercado como o esperado.

Mas e o clipping digital?

Como dissemos na introdução, a atividade de fazer clipping foi transformada com a internet. Surgiu o clipping digital, que permite encontrar mais menções de forma precisa e rápida. Com ele, não é preciso ter um profissional dedicado à clipagem. É possível contratar uma ferramenta que faça o trabalho de busca e identificação dos termos que interessam para o seu negócio, reservando a equipe para funções mais estratégicas.

No clipping digital, a ferramenta busca a partir de palavras-chave — o nome da empresa, de um concorrente, de uma tendência — localizando tudo o que interessa em pouco tempo. As pesquisas são feitas em tempo real e você recebe alertas assim que uma notícia for identificada. Por esses motivos, o clipping online superou o clipping físico.

Por que fazer clipping de notícias

Por que fazer o clipping de notícias? Bem, os motivos são inúmeros. Estamos na era da informação, caminhando para a universalidade da conectividade — de acordo com o IBGE, só no Brasil, 75% da população contava com acesso à web em casa no ano de 2017. E esse número aumenta anualmente. 

Todo mundo pode compartilhar ideias, notícias e opiniões em uma velocidade nunca antes vista. Para o gestor de negócios e a pessoa pública, esse certamente é um terreno que precisa ser explorado.

Nesse cenário, monitorar é uma tarefa fundamental para acompanhar a reação, principalmente por parte da imprensa, em relação às ações elaboradas pela organização — como campanhas de marketing, eventos, lançamentos, entre outros. 

Isso sem mencionarmos o acompanhamento da concorrência, que volta e meia promove alguma ação com repercussão local ou nacional (em alguns casos, inclusive, fornecem dados sobre o seu faturamento e outras informações relevantes).

Além disso, a popularização da internet também trouxe consigo um grande problema a ser enfrentado, principalmente pelas empresas: a desinformação e as fake news. 

Você já deve ter visto alguém repassar alguma notícia duvidosa por aí, certo? O gestor precisa agir rapidamente e receber a informação antes que males piores sejam criados e o monitoramento pode ser uma arma poderosa contra as crises que surgem a partir disso.

Como fazer um bom clipping digital?

Fazer uma clipagem manual não é difícil. Se você encontra um jornal com alguma notícia relacionada à sua empresa, basta recortá-lo e arquivá-lo. Pronto! Embora a tarefa em si seja bastante simples, a qualidade do monitoramento já é outra história — e é justamente esse o maior desafio do clipping moderno.

É visível que hoje estamos cercados por todo tipo de informação. São inúmeros jornais, revistas, isso sem falar nos sites, que se multiplicam rapidamente. Monitorar em tempo real todas essas informações de forma operacional, portanto, não é uma tarefa fácil.

Por isso, o ideal é que você procure uma empresa que realize esse tipo de serviço — afinal, a atividade toma tempo, coisa que normalmente as empresas, organizações e pessoas públicas não têm de sobra. Assim, você recebe todas as informações que precisa por e-mail, além de relatórios com insights e análises de especialistas de monitoramento.

Mas também existe a possibilidade de fazer o clipping internamente na empresa. Nesse caso, o melhor é contar com uma ferramenta de monitoramento de notícias. 

Ela oferece uma série de vantagens quando comparada à clipagem física ou manual. É possível criar monitoramentos automáticos com base em palavras-chave do seu interesse, receber resultados precisos por email, organizar as notícias em pastas e convidar os colegas para acompanharem em tempo real ou colaborarem com essa seleção, só para citar alguns benefícios.

Também fica mais fácil criar newsletters e relatórios fáceis de ler, que provam os resultados do seu trabalho.

Confira abaixo algumas dicas para começar a fazer clipping digital.

Defina um objetivo

Em primeiro lugar, é fundamental que você defina com clareza o que espera do monitoramento. Sua intenção pode ser, por exemplo, realizar um benchmarking avaliando o mercado para descobrir ações e o posicionamento de outras empresas em relação à sua. Ou fazer um monitoramento preventivo, para que não circulem informações caluniosas sobre o seu negócio na internet. 

É possível, ainda, que o monitoramento seja feito para acompanhar a reação da mídia a alguma ação específica da organização.

Enfim, definir esse objetivo inicial é indispensável para que o clipping tenha foco. Assim, é possível destinar menos tempo à tarefa e garantir muito mais eficácia nos resultados. Quanto mais assertividade, melhor.

Escolha as ferramentas

Agora é chegado o momento de definir qual será a ferramenta usada para realizar o monitoramento. Novamente, é recomendável recorrer a empresas especializadas na área, afinal, dessa forma você consegue os resultados com muito mais facilidade, além de gráficos para visualizar com mais clareza o panorama geral do monitoramento.

Na hora de escolher a ferramenta ideal para o seu caso, leve em consideração características como a abrangência do monitoramento, a possibilidade de armazenar informações, o recebimento de alertas por email e a opção de compartilhar relatórios e dados com o time.

Embora existam ferramentas gratuitas no mercado, não é recomendado utilizá-las, pois suas possibilidades são bastante limitadas. Falamos sobre isso com mais detalhes no post Buscador convencional vs. NewsMonitor: entenda as diferenças.

Faça o relatório mensal

Para concluir, é necessário fazer um relatório completo de todas as suas ações, principalmente para efeitos comparativos. Assim, você consegue acompanhar a evolução da empresa ao longo do tempo. O número de menções aumentou? Foram positivas ou negativas? Quais foram os tipos de veículo que publicaram as nossas ações de divulgação? Por outro lado, quais mídias costumam publicar notícias negativas?

Todas essas informações são essenciais para que o gestor defina o seu próximo passo e melhore o seu posicionamento nos principais veículos de imprensa. Dessa forma, ele pode garantir que a imagem da sua empresa seja preservada no mercado!

Que tal começar a fazer clipping digital agora?

Se você se convenceu de que fazer um bom clipping digital pode ser estratégico para sua empresa, precisa conhecer o NewsMonitor. Com a ferramenta, você automatiza o seu clipping e poupa tempo. E o melhor é que ela pode ser testada gratuitamente por 7 dias.

Com o NewsMonitor, você tem:

  • Buscas avançadas: crie monitoramentos para palavras-chave e filtre-os para chegar ao que você precisa, usando configurações de data, idioma e mais;
  • Clipping preciso: receba diariamente resultados precisos, sem repetição;
  • Organização de notícias: salve as notícias que interessam em uma pasta para ler mais tarde, convide os colegas para colaborarem com a seleção e transforme-a em uma newsletter.
  • Relatórios relevantes: prove os resultados do clipping com relatórios atrativos, fáceis de gerar;
  • Interface amigável: intuitivo e fácil de usar, no NewsMonitor as notícias são apresentadas em cards que lembram o formato do Pinterest, facilitando a leitura.

Que tal comprovar todos esses benefícios na prática? Faça o teste gratuito do NewsMonitor e aproveite!

Fale com um especialista em monitoramento »
Tópicos: Clipping Digital Clipping clipping físico clipagem Clippin on-line