Você sabe o que é obesidade de informação?

voce-sabe-o-que-e-obesidade-de-informacao31307.jpg

Estamos acostumados a ouvir a palavra obesidade apenas quando o assunto é aumento de peso. Só que essa palavra na era moderna assumiu uma nova forma — que não tem nada a ver com os quilos extras denunciados pela balança.

Já ouviu falar em “obesidade de informação”? Se ainda não, pode se acostumar, porque a tendência é que esse termo seja cada vez mais utilizado para definir o excesso de conteúdo de que dispomos atualmente. Para saber mais sobre esse conceito, acompanhe o post de hoje!

O que é obesidade de informação?

A grande quantidade de conteúdos disponíveis atualmente proporciona um acesso antes inimaginável à informação. No entanto, o acúmulo dessas informações pode gerar a obesidade: um conteúdo que talvez nunca consigamos absorver. Vamos ver os pontos negativos e como podemos consumir conhecimento de forma saudável!

Quais são os perigos da obesidade de informação?

Imagine que você está caminhando em um lugar desconhecido e a estrada termina em uma trifurcação, ou seja, agora você tem três opções de caminhos para escolher e não tem a menor ideia para onde ir. Então você retira do bolso um guia do local e percebe que todos os caminhos vão para o mesmo lugar. E agora? Qual é a melhor estrada?

Esse é um dos desafios da obesidade de informação: são várias informações que muitas vezes levam ao mesmo lugar, e saber qual é o melhor caminho ou conteúdo pode ser desesperador.

E quando percebe que o caminho que escolheu não te leva a lugar nenhum? Que frustração! Outro perigo da grande quantidade de informação é a falta de conteúdo relevante, pois muitos dos conteúdos acabam falando do mesmo assunto e não indicando soluções inteligentes. Nesse ponto você já perdeu uma enorme quantidade de tempo escolhendo e avaliando o assunto mas não chegou a lugar nenhum.

Como consumir informação de maneira saudável?

Para consumir informação de maneira saudável é fundamental saber onde buscá-la: direcione sua procura para sites confiáveis e que tenham um conteúdo rico sobre o assunto. Quando encontrar, adquira apenas os dados que serão importantes para tomar decisões em curto prazo.

Armazenar todo tipo de informação causa um problema — o excesso de leitura. Com um consumo muito grande de informação, não paramos para refletir no que lemos prejudicando o nosso cérebro de fixar os conteúdos, decisões acabam sendo adiadas e projetos ficam atrasados. Sendo assim, leia matérias com conteúdos bem direcionados para assunto em questão.

Feito isso, reflita na aplicabilidade do conteúdo ao projeto, ou seja, como as informações serão utilizadas para atingir os objetivos, desse modo, selecione bem as matérias e guarde as que são extremamente relevantes.

Uma tendência que vem crescendo entre os profissionais da área de comunicação é o uso de ferramentas profissionais que monitoram as notícias na internet sobre a empresa, marca, produto, cliente e concorrente. Com essas ferramentas, você economiza tempo de trabalho e agiliza a busca, que é feita em tempo real.

Gostou de saber como as ferramentas de monitoramento de notícias na internet podem ajudar você a ser mais eficiente e evitar a obesidade de informação? Deixe um comentário para nós!

Fale com um especialista em monitoramento »
Tópicos: Monitoramento de Notícias Monitoramento de conteúdo Obesidade de informação